Fica a par de todas a novidades tecnológicas no nosso BLOG!

COVID-19: trabalhar remotamente pode ser um risco?

COVID-19: trabalhar remotamente pode ser um risco?

O Covid-19 é neste momento responsável por uma mudança na forma de trabalhar das empresas em todo o mundo, que ao enviarem os seus colaboradores para casa, passaram à modalidade de teletrabalho.

Esta alteração vem no sentido de tentar abrandar a propagação do vírus, no entanto, é necessário ter em atenção que devem ser adotadas algumas medidas de segurança.

O teletrabalho regista-se numa tendência crescente, o que acaba por ser uma vantagem para as organizações pois permite manter os seus colaboradores em produção estando, ao mesmo tempo, protegidos. Contudo, ao adotar esta modalidade de trabalho pode correr-se alguns riscos. Torna- se assim necessário que as organizações verifiquem até que ponto o acesso efetuado pelos colaboradores aos seus sistemas corporativos é efetivamente seguro, dado que os dispositivos trabalham fora da infraestrutura de rede interna e se conectam a outras redes Wi-Fi.

virus coronavirus

Neste sentido, a Kaspersky é uma das empresas preocupada em reduzir as ameaças de cibersegurança que existem na opção do trabalho remoto e faz as seguintes recomendações:

  • Fornecer uma VPN (Rede Privada Virtual) de forma a garantir que as equipas se conectam com segurança à rede da empresa;
  • Proteger os vários dispositivos usados – telemóveis, portáteis e tablets – com um software de segurança adequado;
  • Manter os sistemas operativos e as aplicações atualizados, devendo sempre executar as atualizações mais recentes;
  • A conexão à rede da empresa deve ser feita de forma restrita, ou seja, deverão limitar-se os direitos de acesso dos utilizadores;
  • Perceber se os colaboradores estão conscientes dos vários perigos envolvidos, como por exemplo, os associados à resposta de mensagens que não foram

 

A Kaspersky divulgou, no final do primeiro mês do ano, que tinham sido detetados ficheiros maliciosos disfarçados de documentos pdf., mp4 e docx. Estes ficheiros apareciam com designações relacionadas ao coronavírus e continham conselhos de proteção contra a doença, atualizações sobre as ameaças e procedimentos de deteção do vírus, mas na verdade eram o veículo para uma série de ameaças, como trojans e worms, capazes de eliminar, bloquear ou copiar dados e de interferirem com a operação dos computadores e respetivas redes.

 

 

Fonte: https://www.itchannel.pt/news/seguranca/covid-19-trabalhar-remotamente-pode-ser-um-risco

Partilhar notícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Notícias relacionadas